Resíduos Sólidos Urbanos na Rede de Drenagem da Bacia Hidrográfica do Rio do Meio, Florianópolis/SC

Taiana Gava, Alexandra Rodrigues Finotti

Resumo


A rede de drenagem urbana está entre as principais responsáveis pela veiculação de cargas poluidoras incluindo resíduos sólidos. A identificação de fontes geradoras desta poluição e estudos referentes à quantificação e classificação dos resíduos transportados na rede de drenagem torna-se de relevante importância para a avaliação correta do seu impacto para dar suporte às medidas de gestão e controle. Esse trabalho teve como objetivo analisar as principais características que influenciam no surgimento dos resíduos sólidos na rede de drenagem da Bacia do Rio do Meio, Florianópolis/SC. Foi implantada uma estrutura de monitoramento em uma seção do rio que serviu para coletar os resíduos veiculados. Foi avaliado que aproximadamente 0,27 kg/ha de resíduos são veiculados na rede de drenagem por ano; sendo a maioria composta por plásticos e materiais de construção. Os dados permitiram constatar que o surgimento dos resíduos na rede de drenagem é devido a focos isolados de mau acondicionamento e pela falta de varrição em alguns pontos da bacia. Constatou-se também que o total de precipitação é diretamente proporcional ao surgimento dos resíduos sólidos. Com a descoberta destes fatores, verificou-se que a falta de uma gestão integrada entre os componentes do saneamento deixam passar despercebido medidas estruturais simples, que acabariam por reduzir a quantidade de resíduos sólidos drenados na Bacia do Rio do Meio, eliminando ou reduzindo esta fonte de poluição.


Palavras-chave


Drenagem Urbana, Resíduos Sólidos, Gestão Integrada.

Referências


Armelin, L.F. (2005) A questão do acúmulo de resíduos sólidos em bacias de detenção urbanas na região metropolitana de São Paulo. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Armitage, N. & Rooseboom, S. (2000) The Removal of Litter from Stormwater Conduits and Streams: Paper 1 – The Quantities Involved and Catchment Litter Management Options. Water S.A., 26(2), 181-187.

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) (2004). NBR 10004:Resíduos sólidos: classificação. 2. ed. Rio de Janeiro (RJ): ABNT. VI,71p.

Brites, A. P. Z e Gastaldini, M. do C. C. (2007). Avaliação da carga poluente no sistema de drenagem de duas bacias hidrográficas urbanas. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 12(4), 211-221.

Brites, A. P. Z. (2005).Avaliação da qualidade da água e dos resíduos sólidos no sistema de drenagem urbana. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil.

Gava, T. (2012). Análise das características que influenciam no surgimento dos resíduos sólidos urbanos na rede de drenagem da bacia hidrográfica do Rio do Meio, município de Florianópolis/SC. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Laboratório de Engenharia de Processos de Conversão e Tecnologia de Energia (LEPTEN). (2011). Laboratório de Energia Solar. Estações on-line: Florianópolis. Recuperado em 25 abr. 2012, dehttp://www.lepten.ufsc.br/estacoes/florianopolis.html.

Neves, M. G. F. P. das. (2006). Quantificação de resíduos sólidos na drenagem urbana. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Neves, M. G. F. P. & Tucci, C. E. M. (2008a). Resíduos Sólidos na Drenagem Urbana: Aspectos Conceituais. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 13(3) 125-135.

Neves, M. G. F. P. & Tucci, C. E. M. (2008b). Resíduos Sólidos na Drenagem Urbana: Estudo de Caso. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 13(4) 43-53.

Prefeitura Municipal de Florianópolis. (2012) Geoprocessamento Corporativo. Recuperado em 10, fevereiro, 2012, de http://geo.pmf.sc.gov.br.

Silva, A. S. da. (2010). Resíduos sólidos drenados em sub-bacia hidrográfica urbana em Santa Maria - RS. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, Brasil.

Tucci, C E. M.; Porto, R.la L. & Barros, M. T. de. (1995). Drenagem urbana. Porto Alegre: ABRH, Ed. da UFRGS.

Tucci, C. E. M. Gerenciamento da Drenagem Urbana. (2002).Revista Brasileira de Recursos Hídricos, 7(2) 5-27.

Zveibil, V. Z. (Org.). (2001).Manual de gerenciamento integrado de resíduos sólidos. (15a ed). Rio de Janeiro: IBAM.


Texto completo: PDF



Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional